terça-feira, 29 de março de 2011

Na pressa de ter alguém, "aceito qualquer um"...

Posted by O amor está na rede On 10:35 26 comments

Olá, amigos!

Hoje venho falar sobre o desespero que muita gente enfrenta, principalmente as mulheres, para ter uma companhia ao seu lado.

Sabe aquela cobrança, muitas vezes invisível, da sociedade, mas que todos nós conhecemos tão bem? "Ah, se você não se casar logo, vai ficar pra titia", ou "mulher boa é mulher casada" e ainda "só é feliz quem está num relacionamento"? Quanta mentira...

Mas, enquanto não percebem isso, muitas mulheres (e alguns homens também) deixam o desespero invadir suas mentes e corações e então mergulham numa busca incessante por alguém "pra chamar de seu", na maioria das vezes não importando quem a pessoa realmente é. Triste isso! Muito triste... Pode ser um cara por quem nutrem uma admiração mínima, pode ser um cara que tenha somente uma aparência boa e, pasmem, pode até ser um cara violento, que as agrida, mas pelo menos é um homem para compartilhar a cama! É isso que você quer para si? Você acha que merece tão pouco assim? Ou não seria melhor esperar um tempo e encontrar alguém à altura, em que possa confiar, compartilhar sonhos e realizar inúmeras coisas juntos, contribuindo para a evolução de ambos?

Voltando aos itens que mencionei dois parágrafos acima, para mim, mulher boa é mulher que sabe o que quer. Que não se deixa levar por qualquer um só para dizer que está acompanhada - aliás, que não precisa nem um pouco de um homem para provar seu valor. Ficar pra titia? E se for opção? Aliás, tem muita gente superbem casada que que ser titia porque simplesmente não se vê sendo mãe, oras! Ah, tá... Só é feliz quem tem um relacionamento? Pois eu seria capaz de jurar que cerca de metade dos relacionamentos do mundo é ruim (isso quando não é muito ruim), pelo simples fato de que as pessoas não têm a coragem de mudar, de deixar de lado o que faz mal e ir em busca do que é melhor par si.

Eu sempre fui uma pessoa que foi atrás do que quis. E continuo indo. Talvez porque eu seja ariana e arianos são guerreiros. E sou mesmo uma grande guerreira. Demorei para encontrar o amor de verdade (tinha mais de 30 anos), mas não entrei em pânico por isso e não aceitei homens que não satisfizessem um padrão bem elevado estabelecido por mim (também sou chata e exigente, rssss). Mas por quê? Porque eu queria alguém por quem valesse a pena lutar, alguém que dividiria meus sonhos e que acrescentaria algo à minha vida. Alguém que pudesse somar, não subtrair. Alguém que fosse digno de merecer a minha M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A companhia!

Assim como eu encontrei o amor, todas as mulheres também pode fazê-lo. Basta se valorizar, saber o que quer e não se deixar influenciar pela opinião alheia.

No final, a única pessoa para quem devemos prestar contas... somos nós mesmos! Não tenha pressa: pense nisso e não aceite menos do que você merece!

PS: se precisa tanto de algo para desfilar por aí, compre uma bolsa de marca!!! (rs)

Beijos de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

26 comentários:

Olá Érica.
Bem estou solteira no momento.
Mas por opção, pelo motivo de estar bem sozinha!
Não que o amor seja descartável em nossas vidas.
Mais partir para um relacionamento desesperado, jamais encararia!
E é um comportamento tipicamente do tempo de nossas avós, que eram cobradas pela família e pela sociedade para um casamento até precoce!
E assim várias frustrações, divórcios, ou até mesmo ficar para o resto da vida com uma pessoa a qual não se tem nenhuma afinidade?
Que me perdoem as desesperadas, eu sou exigente.
Não é esperar a pessoa perfeita, porque isto é utópico, mais sim esperar a pessoa ideal.
E acredito que sempre existe alguém que seja ideal, mas sem idealizar, para não ter decepções futuramente.
Bem é a minha opinião particular.
Adorei falar sobre o tema.
Beijos
Alba

Oi amiga devido a essa presa ou pressão muitos pagam um preço tão alto por pegar qualquer um, como vc citou quando pensar em alguém , pensar em Alguém que possa somar, não subtrair. Alguém que seja digno de merecer a sua M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A companhia! Ah gostei da dica :

Se precisa tanto de algo para desfilar por aí, compre uma bolsa de marca!!! (rs)
Uma boa tarde!!

Èrica... arrasou!
Sou adepta irrestrita da máxima "Antes só do que mau acompanhada"..... acredito que relacionamentos que se baseiam no medo da solidão ou nos ditames da sociedade já nasce acabado, e a dor que causa é ainda maior que a solidão....
Beijo no coração

Olá querida amiga!

Gostei muito do texto... o assunto é totalmente pertinente para quem busca um novo amor e você abordou de uma maneira leve, gostosa de ler.

Bom, creio que esse post esteja diretamente ligado com o que você postou anteriormente que fala sobre termos luz própria antes de buscar um amor (todos somos inteiros, não preisamos do outro para ser feliz... ou algo assim).

Quando nos valorizamos temos de ter maturidade para entender que tudo em nossa vida chega na hora certa, e eu acredito que a hora certa acontece quando estamos seguras de nossos objetivos e quando nos amamos acima de qualquer coisa.

Assim como você quando encontrei o meu amor, tinha certeza absoluta do que eu queria e não queria para mim.

Não podemos nos curvar as exigências da sociedade, pois senão o sofrimento que teremos dentro de nós ninguém irá consolar, nós mesmos é que teremos de resolver.

Por isso, que a felicidade seja consequência de estarmos bem resolvidos, pois tudo o que vier depois será vivido com mais prazer, sem medos e sem fantasmas.

Parabéns pelo post amiga!

Bjokas em seu coração!
Gisele

Olá Erica, é quase palpável a paixão com que escreveste estas palavras. Obrigada por este maravilhoso artigo.
É um tema muito importante para mim. Cresci numa cultura dogmática e num ambiente muito limitante. Acabei por deixar os namoros de lado e dediquei todas as minhas forças ao estudo. O resultado foi (claro) a ausência de uma vida social. E isso sempre me deixou muito deprimida.
Mas nos últimos tempos comecei a pensar em todas essas mentiras que nos contam. Na verdade, mais de metade dos meus amigos não é feliz nos seus relacionamentos.
E eu, por ter lutado por uma carreira não significa que já cheguei tarde para começar a desenvolver a minha vida social. É triste ver as pessoas entregarem-se a relacionamentos vazios só para terem um "corpo" ao seu lado.
Só quando somos verdadeiros e criamos laços com pessoas que admiramos podemos crescer. Não é quando nos rendemos ou conformamos a um relacionamento gasto e vazio. É quando buscamos esse desafio de conhecer profundamente as pessoas que nos conhecemos mais a nós próprios e enobrecemos a nossa alma.
Um grande abraço

Bom, eu vivi muito tempo com pessoas de alto padrão que tinham essa fixação por ter um namorado, queriam porque queriam estar com alguém a todo custo, mas sem o mínimo de interesse, só realmente por ter! Acho isso tão vazio, uma vez aconteceu comigo e realmente não é uma boa experiência, é melhor ficar sozinha e tranquila a vida entrega quem realmente merecemos, se somos bons com os outros, nosso caminho vai trilha quem goste da gente. Muitos demoram para encontrar o grande amor, mas todos nós temos o nosso, a paciência é o principal para não ficar desesperado só porque não tem alguém para ser chamado de seu não quer dizer que é melhor ou pior que alguém! adorei texto Erica! Grande beijo!

Oi minha amiga!
Maravilhosa abordagem, Erica! Penso exatamente da mesma forma!
Temos alguns pontos que devem ser trabalhados antes de sairmos pela busca (alucinada) pelo par "perfeito"! Primeiro e acima de qualquer coisa é amar-se a si próprio! Ninguém consegue oferecer nada de bom ou contribuir com um relacionamento, se não estiver bem resolvido consigo mesmo!
Depois é preciso saber respeitar as diferenças e compreender que as pessoas são indivíduos e, como tais, possuem características e vontades que diferem das nossas!
Não criar expectativas demasiadas com relação ao outro, também ajuda! As chances de entrar num relacionamento com os pés no chão, portanto, consciente de que pessoas erram e os erros fazem parte do crescimento; impedem que relacionamentos comecem de forma desproporcional.
Para mim não existe esse papo de que atrás de um homem há uma grande mulher ou vice-versa! Nos relacionamentos, o casal deve caminhar lado a lado, pois assim não há disparidades de sentimentos, emoções, doações e, consequentemente, cobranças!
Portanto, minha querida, avaliando bem esses pontos, percebendo se há, de fato, condições de colocar isso tudo em prática, certamente as pessoas não aceitarão qualquer um! Saberão o que querem e precisam para si, usarão o devido tempo como aliado e não precisarão comprovar o amargor de que "a pressa é inimiga da perfeição"! Perfeição essa que estará moldada dentro das necessidades e desejos de cada um.
Saber valorizar-se é reconhecer que se é possível oferecer o melhor, a recíproca pode (e deve) ser verdadeira!
Grande beijo, minha amiga, coach e admirável escritora!
Jackie
(amiga, deixa esse comentário...rsrs...editado e corrigido! A pressa!!! Ahhh...pressa!kkkkkk)

Mto bom Érica!!! Antes só do que mal acompanhado! Gente bolsa de grife para desfilar e um bom livro para ficar em casa...please!!!!!!!!!!! Valorizem-se!

Há um ditado popular onde dizem que é melhor andar só do que mal acompanhado, acho que devo concordar com ele, pois não é pelo fato de nos cobrarem que vamos quebrar a cara, se bem que nem sempre qeubramos, mas não é por isso que devemos arriscar, pois podemos pagar um preço muito caro e quem sabe até colocar nossa vida em risco; parabéns pela postagem.

"... e não aceite menos do que você merece!"
obgda! era o q eu precisava ouvir (ou ler,rs)!!!
bjos

Ola Amiga.

Ainda continuo esperando sua visita no meu blog.,rs. È AMIGA, como sempre vc tem a palavra certa, admiro a sua sensibilidade, é bom poder contrar com alguém que sempre tem uma boa sacada para nós mulheres e digo mais vale tb para os homens., que si prestarem um pouquinho de atenção nos seus posts, podem aprender muito.
Hoje me sinto mais segura, me valorizo mais e um pouco disso devo a você;.
Beijos .
Sua amiga de sempre...

@Alba

Oi, Alba!
Que bom saber que você está bem e com a melhor companhia do mundo: a sua!
Esse lance de querer arrumar um casamento logo era bem da época de nossos avós mesmo, mas hoje em dia muita gente ainda sente que tem esta obrigação (pelo menos de casar, mesmo que não seja tão logo assim) e é cobrada neste sentido! Não é à toa que o número de divórcios só aumenta no mundo todo: mesmo que seja uma coisa ruim, pelo menos a pessoa tem o direito de tentar novamente e não viver para o resto da vida com alguém com quem não tenha afinidade, como você bem mencionou.
Quanto à pessoa perfeita, eu sempre digo que ela não existe. O que existe é a pessoa que é perfeita para cada um de nós (que tem sonhos similares, gostos parecidos etc.)! :)
Grande beijo,
Erica

@Irismar

Oi, Irismar!
E não é verdade? Já que tanta gente tem essa necessidade de desfilar com um acessório a tiracolo, então que seja um acessório de luxo, ao invés de uma pessoa que não passe disso: um mero acessório!
Beijos e boa noite,
Erica

@Valéria Braz

Oi, Valzinha!
Seria ótimo se todas as pessoas pensassem como nós, mas muitas preferem a situação da música do Erasmo ("antes mal acompanhada do que só").
As pessoas não percebem que apenas os relacionamentos escolhidos por elas, em que as mesmas, junto ao parceiro, tomem as rédeas da própria vida, são os únicos que têm chances de dar certo. E ainda assim já é difícil, não é? Hehe.
Beijos, querida!

@Gisele Munhoz

Oi, Gi!
Adorei seu comentário - que daria um novo post, rs.
É engraçado que, muitas vezes, só percebemos que estávamos prontas quando o outro já entrou em nossas vidas. Mas aí paramos para pensar nos porquês de tudo ter acontecido e percebemos que era porque estávamos bem, seguras e confiantes do que queríamos e, principalmente, do que não aceitaríamos de modo algum!
Excelente a parte em que você fala sobre as exigências da sociedade: muitas vezes, as pessoas aceitam essas exigências e não percebem que são elas (e apenas elas mesmas) que arcarão com as consequências...
Beijos,
Erica

@Ana Reis

Oi, Ana!
Que bom que gostou do artigo. Tudo o que eu faço, faço com paixão e quem me conhece e lê o que escrevo diz que parece estar me ouvindo.
Não sei quantos anos você tem, mas o que importa é que ainda tem uma vida inteira pela frente e acho ótimo que tenha se dedicado aos estudos - assim você não será uma mulher fútil e vazia à procura de um amor. Será alguém que terá algo a acrescentar a quem vier te acompanhar na jornada!
Talvez, neste momento, você já esteja preparada para receber um amor em sua vida! Se quiser desabafar, fique à vontade para me escrever: oamorestanarede@yahoo.com.br
Beijos,
Erica

@Cla

Oi, Cla.
Fiquei muito feliz por saber que você já passou pela experiência e aprendeu que vale a pena não ficar com alguém só por ficar.
Também concordo com o que você falou: se somos pessoas boas, outras pessoas semelhantes cruzarão nossos caminhos.
Além da paciência, acho que uma pessoa também tem que se preparar para receber o outro. E não é aceitando qualquer um que ela vai conseguir isso! :)
Beijo enorme,
Erica

@Jackie Freitas

Oi, amiga mais querida!
Obrigada pelo "post", oops, comentário deixado aqui! Sempre adoro suas sábias palavras.
Esse ponto que você mencionou sobre não criar expectativas em relação aos outros é fundamental. Já falei sobre perfeição (no post "esperando o homem perfeito") e, no final, muitas relacionamentos fracassam porque as pessoas querem que o outro seja perfeito e não percebem que nem elas mesmas o são!
Com certeza uma pessoa só terá algo bom a oferecer quando estiver bem consigo mesma. Enquanto isso não acontecer, atrairá pessoas com perfil similar e o relacionamento não passará de um "muro de lamentações" o que, seguramente, não tem o menor futuro...
Um beijo enorme para minha também admirável escritora,
Erica

@Marcela

Oi, Marcela! É isso aí: livros são ótimas companhias para todo mundo! Pena que muita gente não consiga ver isso. :(
Estou adorando sua participação ativa aqui no blog.
Beijos,
Erica

@Rangel

Oi, Rangel!
Obrigada por ter comentado aqui.
Apesar de ter aquela música que diz "antes mal acompanhado do que só" - e muita gente prefere mesmo isso -, a verdade é bem outra.
É também concordo que, se uma pessoa não tomar cuidado, pode mesmo ter em sua vida alguém que a coloque em risco! E disso ninguém precisa, né?
Beijos,
Erica

@Anônimo

Que bom que era isso que você precisava ler. Fico feliz por ter ajudado! :)
Beijos,
Erica

@O mundo de cristal

Oi, Rô. Tudo bem?
Eu não estou devendo a visita ao seu blog, não. Só estou devendo o comentário, rsss. Tento mandar ainda esta semana.
Nossa, fiquei muito feliz com o seu elogio e muito mais feliz por ter contribuído, um pouquinho que seja, para que você se sentisse mais segura e valorizada!
Grande beijo,
Erica

Olá querida Érica !!!

Vi seu coments e vim ver o texto que mencionou !!!
É exatamente isso !!!
Porque se vender por uma clichê, se às vezes , nem queremos isso, mas sucumbimos à pressão externa sem ao menos questionar se isso é mesmo o caminho da sua felicidade e realização pessoal !!
Eu mesma, já me vi numa tal carência que acabei achando que qualquer porcaria era o máximo e aceitando as coisas mais descabidas só para ter alguém do meu lado !!! affff devia era ter mesmo comprado uma bolsa !!!kkk
Ah se pudéssemos sacolejar todos os que vemos cometendo estes erros tão comuns !!! mostrar que a vida é pra ser vivida plenamente e que para isso, basta que tenhamos consciência de que devemos sim, nos amar !!
Arrasou !!
Um beijooooom e boa semana !

Oi, Sammy querida!

Desculpe a demora em responder, mas você sabe que esta minha semana foi "doidinha', né?

É uma pena mesmo que muita gente acabe por sucumbir às pressões externas, fazendo apenas o que os outros querem, e não o que é melhor para si. Vivem uma vida de fantasia e acabam perdendo o melhor: aquilo que realmente merecem!

Ainda bem que você percebeu isso cedo e se deu a chance de encontrar um grande amor!

Mil beijos,

Erica

Oi minha querida Amiga!
Você arrasou estou com 30anos e ainda espero a pessoa certa, "antes só que mal acompanhada".rsr
bjs até mais

Oi, @Anônima, que me chamou de querida amiga, mas não sei quem é, rsss.

Sem dúvidas, é sempre melhor estar só do que mal acompanhada. Afinal, não existe melhor companha do que a nossa! Curta enquanto puder... E, quando estiver acompanhada, curta também! :-)

Beijos,

Erica

Postar um comentário