quinta-feira, 3 de março de 2011

Golpes de internet e suas vítimas: um novo olhar!

Posted by O amor está na rede On 11:45 21 comments

Bom dia, queridos leitores!

Estou aqui hoje para falar de um assunto que me incomoda muito: o olhar que é dado aos golpes de internet. Muitas pessoas ainda têm a mania, totalmente equivocada, de achar que na internet só há golpistas, pessoas malucas, psicopatas e todos os "patas" possíveis e imagináveis.

Então, primeiramente, gostaria de relembrá-los que golpistas sempre existiram. Sequestradores, idem. Estupradores, idem. Neste momento, já eliminamos a ideia de que foi a internet, essa grande vilã, que os trouxe ao mundo.

Em segundo lugar, pensem comigo: como é mais fácil se proteger de um golpe, de um ladrão, de um sequestrador, de um estuprador? Na rua? Ou na sua casa, atrás do computador, no anonimato quase total? Ah... Na rua, claro, não é? Claro que não!!! E, ao conhecer uma pessoa pela net, você tem muito mais tempo para avaliar se ela é merecedora de chegar ao primeiro encontro, ou se ela vai receber um cartão vermelho antes disso. Você pode analisar seus antecedentes, seus perfis em sites de relacionamentos e várias outras coisas.

Em terceiro lugar, gostaria de focar na vítima agora. Na maioria esmagadora dos casos, o golpe ocorreu porque:

1. a vítima marcou encontro com o desconhecido num lugar escuro, onde seria superfácil seu sequestro, estupro etc., e ninguém poderia socorrê-la. Uma até "teve que" subir na moto de um mascarado - bem, se ela estivesse dentro de um bar lotado, ou num shopping, para quanto se reduziria a chance de que isso acontecesse?

2. a vítima recebe o golpista, no primeiro encontro, dentro de sua própria casa. Pior ainda: o hospeda! Ele janta, passa noite, toma café da manhã... Não é bacana isso? Não é o melhor e mais adequado comportamento do mundo? Imagina só... Preparar a casa toda para receber o golpista! Lindo, não é? Dá para entender por que a pessoa acabou sendo roubada, estuprada e eventualmente morta?

3. a vítima, geralmente dona de grande carência, só conhece o golpista por internet e telefone e, no primeiro choro do golpista, ela lhe transfere enormes quantias de dinheiro. Bom, desde quando alguém dá dinheiro a um desconhecido? Se você quiser achar que está fazendo uma boa ação, ótimo. Parabéns. Mas, por favor, não ajude a disseminar a ideia de que na internet só tem gente maluca. Talvez o maluco seja você mesmo.

Para mim, os grandes vilões são as pessoas que se fazem de vítima, que se deixam fazer de vítima. Infelizmente. Muita gente cai no golpe por ser pouco instruída, ou por estar carente demais. Mas se você tiver um mínimo de bom senso e não se deixar apaixonar por lindas palavras virtuais, dificilmente será vítima de golpes de internet e de golpes de sites de relacionamentos em geral.

Imagino que muita gente deva estar sentindo raiva do que estou dizendo, achando um absurdo e tal, mas, para mim, isso é a mais pura verdade. Claro que podem existir casos em que o golpista é tão refinado que até um investigador da CIA poderia cair no golpe. Mas isso acontece em quantos casos? Eu nunca soube de nenhum.

Portanto, proteja-se, cuide do que é mais importante (pelo menos deveria ser) para você: a sua própria vida! Se você usar a internet com cautela, ela poderá fazer maravilhas por você.

Lembre-se: o bom uso da internet e o resultado das suas ações na mesma só dependem... de você!

Dica imperdível de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

21 comentários:

Eu compartilho do mesmo pensamento.

A criatura é tão carente, sem noção e lesada que cai nesses golpes (não só pela internet mas promoções e sequestros falsos por telefone, rifas na porta de casa) e depois pagam de vítimas por acreditar em tudo que falam.

E digo mais, só denuncia porque o golpista sumiu do mapa porque se continuasse dando pequenos golpes mas estando ao lado da pessoa carente não iriam se importar.

Excelente texto e o que mais me indigna é a mídia querer forçar um conceito de que tudo na internet é ruim, todas as redes sociais são repletas de bandidos e todo namoro virtual mais cedo ou mais tarde rolará um golpe, como se não existisse boa noite cinderela nas baladas ou estupradores e ladrões na esquina escura da sua casa.

Olá!

Não sei nem se você é um homem ou uma mulher, mas fico muito feliz por saber que existem pessoas que compartilham das mesmas ideias, pois vejo que a maioria só enxerga um lado, o da "pobre" vítima, sem nunca ter parado para pensar nas razões pelas quais a vítima caiu no golpe.

Abraços,

Erica

Olá, boa noite!

A internet foi uma grande invenção que a vida moderna nos trouxe.

Como tudo nesta vida, se for usada de modo correto, sensato e moderado (sem deixar que ele se torne um vício) é capaz de trazer grandes benefícios para toda a sociedade.

Em outras épocas, tive perfil em vários sites de paquera. Hoje mantenho perfil em dois sites (mas de relacionamento "geral" e não nos específicos para namoro ou casamento).

Cheguei a namorar um rapaz que conheci através de um deles e saí com alguns outros que encontrei do mesmo modo, entretanto não resultaram em relacionamento sério, cada um por um motivo.

As regras que usei, de um modo em geral, foram: muita cautela, conversa virtual e posteriormente, por telefone. Quando descobria o nome completo do cidadão, pesquisava o nome no "Google", na lista telefônica e onde mais fosse possível. E, no momento de marcar encontro, somente local público. Locomoção? Somente com carro próprio e deixando a família ciente e informada de horário e local. Sem falar que antes do encontro, durante as conversas, todos da família e os amigos mais próximos ficavam sabendo.

No meu caso não resultou em casamento e nem em amizade, pois acabei perdendo contato com todos, mesmo porque o último homem que saí depois de ter conhecido via site, foi em 2009.

Este último não gostou muito quando eu disse que não aceitava carona e também que não queria que ele fosse me buscar em casa (não ia dar endereço, claro!) e se fez de "magoado", mas eu nem liguei. Depois disso, nosso encontro foi muito rápido e não tivemos um segundo, pois percebi que ele não gostou dessas minhas atitudes.

Um outro sumiu depois que me recusei a dar meu número de telefone a ele. Esse era amigo em comum com alguns amigos meus. Trocamos e-mails por um bom tempo e ele vinha me ver às vezes na entrada do meu trabalho, mas nunca saímos. Ele sempre dizia que tinha um "sério problema" e que não sabia como eu reagiria. Posteriormente, vim a saber que ele era casado, mas a pessoa não sabia se ele continuava com a esposa ou não, pois os dois viviam em crise. Continuei ainda um tempo com o contato via e-mail, e dei um jeito de sondar, de tentar saber o que era, mas ele não me revelou. Por fim, pediu meu telefone, mas como faltou transparência da parte dele, achei por bem dar uma desculpa e negar. Como eu poderia dar esse passo sem saber sequer se esse homem continuava casado ou não? E se ele continuava a conviver com a esposa, ela descobrisse e viesse atrás de mim? Ela poderia muito bem ser uma esposa ciumenta e independentemente de minhas atitudes, eu ainda estaria errada em estar me relacionando (mesmo sem nunca ter saído), com um homem casado! Nunca se sabe do que uma mulher é capaz de fazer se descobre uma coisa dessa. Depois disso, ele sumiu e confesso que dei graças a Deus.

Mas enfim, como disse a Érica por várias vezes: ladrões, estupradores, golpistas, etc, sempre existiram e continuarão a existir. Basta a gente fazer a nossa parte, que é tomar alguns preciosos cuidados. Se não podemos nos garantir 100%, pelo menos diminuem em grande parte, as chances de uma desgraça acontecer.

Depois disso, fiz grandes amigos e amigas na internet, principalmente por meio de comunidades. Alguns cheguei a conhecer pessoalmente e até hoje temos contato.

Enfim, hoje sou uma internauta feliz, rs..Cuido de um blog da "Pastoral da Criança", onde sou voluntária.

Bom, espero que este meu depoimento ajude alguém que esteja em dúvida dos benefícios da internet. Sabendo usá-la, ela trará inúmeras possibilidades, inclusive, quem sabe, conhecer a cara metade. Aliás, tenho um caso na minha família. No ano passado, um primo meu se casou, depois de cinco anos de namoro. Ele conheceu a esposa num desses sites de "paquera", rs...

Um grande beijo a todos!

Lenise

Erica, é impressionante como tem gente que faz isso. Uns anos atras, comecei minha rede no Myspace, então uns sujeitos esquisitos vieram primeiro com amizade e depois solicitando ajuda. Achei esquisito e comuniquei à Administração que logo me advertiu que eram, traduzindo, "fraudulentos". kkkkkk O Myspace resolveu rapidinho minha situação e nunca mais tive tais acessos em meu perfil. E tudo deu certo porque sou desconfiada demais. Não confio em nada. Bom... com isso, se houver um dia um principe encantado, ambos sairão perdendo! rsssss
Beijos,
Sissym

Oi minha amiga e querida coach!!
Eu concordo contigo! Inclusive, bem pouco tempo atrás, entrei numa pequena discussão com uma pessoa sobre isso. É muito mais fácil encontrar culpados e deixar de perceber as "portas" que são abertas em decorrência da carência. Carência e solidão hoje são doenças que quando não bem tratadas, levam às pessoas aos atos mais imprudentes! Acredito que boa parte das "vítimas" deixa de ouvir o bom senso e entregam a própria sorte (e às vezes a vida) nas mãos de desconhecidos... Elas precisam de um salvador, então entregam-se cegamente na aventura! Eu costumo dizer que viver é correr riscos, mas nesse caso, não precisa ser levado de forma tão literal assim! hahahaha
Viu? Ainda bem que nosso encontro foi em lugar público, cheio de pessoas em volta...hahahaha... Não pude mostrar o meu lado "pata"... magoei, viu? hahahaha
Brincadeira, querida!
Grande beijo e parabéns pelo excelente "sacode".
Jackie

Muito válido seu post. Eu fui vítima de um golpe afetivo, na verdade me envolvi sem saber que o "fulano" já era casado, mas porque ele conseguiu esconder muito bem, durante quase 2 anos! Mas não generalizo, conheço muitas pessoas que estão felizes com seus parceiros que conheceram na rede. Mas é bom estar sempre muito alerta!!! Abraços ♥

Oi, Lenise. Tudo bem?

Espero que tenha aproveitado bastante o Carnaval.

Olha, já vi que você é uma pessoa com a qual não preciso me preocupar muito no que diz respeito a sites de relacionamentos: você parece saber se proteger muito bem!

Transparência é o mínimo que podemos exigir de alguém e se o indivíduo já vem dizendo que tem um problema, é pra depois dizer: "você sabia muito bem", "eu te disse, e te disse",(rs)... E o problema continuará existindo.

Quando o cara vê que você não aceita a carona, se for um cara bacana, ele vai te valorizar muito mais. Pois está vendo que você não vai a nenhum lugar com alguém que, por enquanto, é "qualquer um". Se ele fica magoado... sinal de perigo (ou, no mínimo, de um grande problema, o que também não ajuda, rsss).

Que legal saber que seu primo se casou com alguém que conheceu num site de relacionamentos amorosos. Quem sabe a prima dele também não tem a mesma sorte, quando ela estiver pronta pra isso? :)))

Grande beijo,

Erica

Oi, Sissym! Tudo bem?

Que ótimo que você é desconfiada, mas também não precisa exagerar, né? Se você tomar os devidos cuidados, como mencionei no post, você estará extremamente protegida. E aí não vai deixar o "príncipe" escapar, caso ele esteja na sua rede! ;-)

A confiança é algo que só vem com o tempo, mas precisa vir, querida! Viver desconfiando é um inferno... Lembre-se disso!

Grande beijo,

Erica

Ai, Jackie. Que medo, rsss. Não vou nunca sair sozinha com você, hihihi!

Brincadeiras à parte, é triste mesmo ver as pessoas se deixarem levar por sua própria vontade, ignorando qualquer sinal de perigo, e depois querendo colocar a culpa em quem se aproveitou.

Como eu costumo dizer, se você está na rua e alguém aponta uma arma a você, não há muito que possa ser feito (aliás, melhor não fazer nada, não reagir). Mas colocar o inimigo dentro de casa ou depositar dinheiro na conta dele... é demais, né?

Eu queria mesmo dar uma sacodida na galera, pois não aguento ouvir gente falando que na internet só há golpistas! Ainda bem que nós sabemos que isso não é verdade!

Grande beijo,

Erica

Obrigada, Marcela!

Estou esperando você contar a sua história aqui, hein?

Beijos,

Erica

Oi, Luciana. Tudo bem?

Que bom que você se livrou do pesadelo. O cara morava na mesma cidade que você e a mulher? Ou ele fingia para uma das duas que estava sempre viajando? Porque para ficar dois anos nessa... complicado, hein? Ele tinha que mentir muito!

Mas, como falei, fico feliz que tenha se livrado do indivíduo! E, obviamente, ele só usou a internet pra facilitar o encontro com alguém. Pois ele podia ter conhecido uma pessoa no mundo "não-virtual" e aplicado o mesmo golpe.

Beijos,

Erica

Oi Érica, td certo?

Comigo td ok. Aproveitei o Carnaval de outros jeitos, pq me "aposentei" da folia faz um certo tempo, rs. Descansei, saí para fazer algumas visitas e resolver algumas coisas, trabalhei um pouco aqui em casa (estamos em reforma, rs) e coloquei algumas matérias no blog que administro (www.pastoralcriancaamno.blogspot.com).

Acho que o mínimo que nós mulheres temos que ter nos dias de hoje, é esperteza, em todos os aspectos. Pelo menos se não aparece uma resolução a contento (no caso, conhecer alguém para relacionamento), ao menos vc não entra em encrenca e evita de arranjar problemas.

Não é porque vc está carente que pode ir recebendo um cidadão em sua casa, contar detalhes de sua vida financeira e pessoal para ele, aceitar carona, tudo isso logo de cara. Por mais que a solidão seja dura, temos que usar o bom senso que Deus nos deu, além de deixar o lado racional e a autoestima elevada em primeiros lugares!

No meu caso, além de usar a inteligência, sempre contei com uma intuição muito forte, sem falar na Proteção Divina!

Em relação à tentar novamente um relacionamento pela internet, estou refletindo acerca deste assunto. Talvez eu faça um perfil em alguns sites e "deixe lá". Se assim for, vou deixar por obra do acaso mesmo, nada de me encher de expectativa e vontade em demasia. De vez em quando, "dou uma olhada" e se alguém que tiver compatibilidade comigo resolver enviar uma mensagem, eu respondo e vejo no que dá.

Já passou minha época de "ir com muita sede ao pote", ser a mulher sonhadora, achar que os homens estão doidos para casar, ter filhos, etc. Agora é hora de "ter os pés no chão".

Bom, é isso. Espero ter ajudado um pouco com o que escrevi.

Um ótimo final de feriado à todos!

Beijos!

Oi, Lenise.

Perfeito seu comentário sobre a carência. Mas, na hora da decisão, muita gente se guia pela emoção do momento e não pela razão!

Por isso mesmo eu sempre sugiro que as pessoas só busquem um compromisso quando estiverem bem consigo mesmas. Quando estamos bem, as chances de cairmos em qualquer golpe de internet se reduzem a quase zero!

Obrigada pelo carinho e colaboração de sempre! Já é minha mais nova amiga virtual! :-)

Beijos,

Erica

Oi Érica, fico feliz que vc esteja gostando de meus comentários. Quero que saiba que te considero uma amiga também!

Sempre que julgar oportuno e achar que possa ajudar alguém de alguma forma, escreverei. Afinal de contas, estava passando por um momento difícil, precisando desabafar um pouco e fui super bem recebida, então nada como retribuir, colaborando um pouco.

Vc tem razão, a maioria das pessoas se deixam levar pela emoção. Claro que é bonito e gostoso ouvir (ou ler) palavras bonitas, elogios, sobretudo se a pessoa está padecendo de solidão.

Entretanto, por mais difícil que seja, temos que usar nossa inteligência e racionalidade e analisar friamente se aquela pessoa está mesmo sendo sincera ou se o intuito dela é aplicar algum tipo de golpe ou mesmo cometer um ato criminoso. E isso as vezes leva um bom tempo, muita paciência e calma.

Afinal de contas, gente querendo se dar bem, de olho no que a gente conseguiu com muito sacrifício, está cheio, infelizmente.

Por isso, vida financeira e pessoal deve ser compartilhada com pessoas de extrema confiança, aquelas que vc pode contar nos dedos, rs..

Beijos!

Lenise

Eu mantive contacto com um homen na internete,por tres meses , nesse tempo ele , que se dizia veterinario dono de uma clinica, deu pouca ou nenhuma imformaçaõ sua ,como fotos endereço etc. se dizia ingles e morador de Liverpool. Eu gosto muito de fotografar e entaõ sempre que ele via algumas fotos em barcos ou fazendas, perguntava se eram meus...eu sempre ria e dizia naõ.Um dia perguntou se eu tinha "poupança " para ir a Inglaterra.Respondi (ingenuamente ) que naõ pois tinha a formatura de um parente...foi o suficiente , como lhe falei a data da festa ele alguns dias antes , dise-me que viajaria para outro paí a negócios. de la me acionou dizendo que seu orçamento ultrapassou o previsto e que presisaria emprestado 700 libras 1,800 rs mais ou menos. Ue lhe dice que naõ dispunha desse valor ,entaõ tentou fazer chantagem emocional dizendo que estava dormindo num bar etc. Entaõ lhe perguntei , voce um médico veterinario , viaja sem um cartaõ de credito, uma reserva ? Vai dar golpe em outra ...kakakaka deste mato naõ sai coelho.

Bom dia, Lenise!

O sigilo financeiro deve ser mantido até mesmo por um período depois do início do relacionamento, pois a pessoa pode até ter ficado com a outra por já ter visto carro, vestimentas caras, padrões de consumo etc. Quanto mais puder esconder (e por mais tempo), melhor. São informações que só devem ser abertas com o tempo e olhe lá, rssss!

O mesmo vale para a vida pessoal: você pode dizer que trabalha com finanças, por exemplo (genérico), mas não na empresa "X" (específico).

Obrigada por mais um comentário agregador!

Beijos,

Erica

Oi, Conceição. Tudo bem?

Coitadinho, né? Não soube calcular o orçamento e precisou do seu socorro... sei, rsss!

Você fez muito bem e agiu da forma adequada: identificou o golpe, o evitou e dispensou o golpista. Parabéns!!!

Se todas as pessoas fizessem como você, deixando o sentimento de lado e agindo com a razão, muitos golpes teriam sido evitados!

Grande beijo e obrigada por compartilhar,

Erica

vcs pensam assim até chegar o dia que uma pessoa cria um perfil maravilhoso... dizendo que é o homem ou a mulher perfeita... atencioso... ou carinhosa... mas perfis não querem dizer nada... pessoas falsificam isso de uma forma muito fácil... enganar na internet é mto fácil... quer namorar? procure alguém perto... não de outra cidade, estado, ou país... vc não conhece uma pessoa na internet só por que leu todo o seu perfil... e se der brecha... pode acordar espancada, estuprada... ou quem sabe... nem acordar...

estou postando em anônimo por que não tenho um perfil...
meu nome é Ricardo... faço faculdade de T.I.
e meu Trabalho de conclusão de Curso é justamente esse...
pessoas que acham que são mais espertas que os Crackers no Mundo...

o nome do golpista é derick graham e sua filha jessica derick sao tao carentes ,so golpe logo pede sua ajuda em oraçoes e dinhiro claro graças adeus eu nao cais nesta,obrigado.

Olá ,no meu caso quase entrei num golpe. Conheçi um homem tem 1 mes e meio, pelo facebbok. Começamos a conversar todos os dias, ele re gentíl, amoroso, carinho. Até que um dia ele falou que estva numa missaõ em afeganistão. Precisave de minha ajuda. pronto, aí tudo começou.Ele queria que eu depositase dinheiro para ele. me pediu 850 dólares para resgatar seus pertences em londres. Fiquei desconfiada.
falou que vinha em féria ao brasil. Pediu para eu guardar os pertences dele na minha casa. Começo o inferno,antes só carinho, depois que ele viu que eu naõ cedia, ele ficou brabo. Como posso confiar no homem que nunca vi? nunca me deu provas de nada? penço ser um golpista. agora não me mandamai mail. ele mandava todos os dias. Não dar para confiar..........Pra mim é um golpe de pacotes.

Postar um comentário