domingo, 27 de fevereiro de 2011

Facebook e histórias de amor na internet - Jornal de Notícias - Portugal

Posted by O amor está na rede On 17:05

Queridos leitores,

Há cerca de 10 dias, recebi o contato de uma jornalista portuguesa, a querida Ana Pago, informando que faria uma matéria sobre o Facebook e que mencionaria o meu livro, O AMOR ESTÁ NA REDE! Fiquei imensamente grata pelo convite e hoje, 27/02/11, a matéria foi publicada no Jornal de Notícias.

É muito legal ver como os sites de relacionamentos podem mudar a vida de uma pessoa. E não só das que estão procurando amor na internet, mas também daquelas que procuram amizades, informações...

Enfim, os sites de relacionamentos vieram para ficar! E só depende de você o ato de se logar e conhecer pessoas na internet. Aproveite a onda! Surfe um pouquinho e quem sabe não é surpreendido(a)?

Historias de amor na internet
Dica de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Está esperando o príncipe encantado bater à sua porta?

Posted by O amor está na rede On 10:53

Olá!

Este é o meu segundo texto para o site de relacionamento Be2. É bem curtinho: leia com atenção e tome uma atitude!!!

Beijos,

Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

Está esperando o príncipe encantado bater à sua porta?


Olá! Se identificou com a pergunta? É isso que você está fazendo? Apenas esperando? Pois sinto te desapontar. Por dois motivos:

- príncipes encantados não existem;
- dificilmente alguém baterá à sua porta, a não ser o porteiro do seu prédio ou o entregador de pizzas. Também pode ser o cara da companhia telefônica , da TV a cabo, alguém fazendo algum tipo de cobrança…

Esse lance de príncipe encantado é lindo demais – se vier num cavalo branco, ainda melhor. Mas isso é apenas lenda e só acontece nos filmes... (continua aqui: http://migre.me/3VNy2)

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Internet: uma benção para os tímidos!!!

Posted by O amor está na rede On 19:08

Amigos mais queridos,

Recebi um e-mail que me deixou encantada. No meu livro, eu falo sobre como a internet é excelente para os tímidos, pois eles conseguem mostrar características de sua personalidade que, provavelmente, jamais conseguiriam revelar num encontro cara a cara.

Na última sexta-feira, recebi um email do Tímido pra Dedéu, dono do blog homônimo. E ele conta, como ninguém, as aventuras de um cara muuuuuito tímido! Tenho certeza de que você aí, que for um pouquinho tímido, vai se identificar muito com o blog dele. E quem for quase 100% tímido... vai encontrar dicas excelentes para usar o lado positivo da timidez: um certo charme inexplicável.

Segue a réplica do e-mail e também um link para o Guia Prático de Como Conquistar um Tímido. Para você, que está apaixonado/a por uma pessoa tímida... Este guia é imperdível!!! Divirta-se:

Oi Erica,
Muito prazer, gostaria de dizer que eu gostei muito do seu blog, sempre que eu posso eu o acompanho.
Gostaria de contar um pouco de mim. Eu tenho 29 anos, moro em São Paulo, Capital, e sempre fui uma pessoa tímida.
Durante a adolescência foi um pouco difícil lidar com a timidez, e pra falar a verdade até hoje a timidez atrapalha um pouco.
Ainda bem que hoje em dia existe a internet. Olha só, o fato de eu ser tímido não quer dizer que eu não tenha qualidades, não quer dizer que eu não tenha coisas boas para mostrar, quer dizer tão somente que às vezes na hora de por para fora todo esse sentimento eu engasgo e gagagagaguejo, mas nem por isso deixo de ser um cara legal.
É por essas e outras que eu comecei a blogar, assim como você, falando especificamente sobre a timidez.
Acho que a maior lição que eu tive foi sobre timidez, com meu terapeuta, uma vez ele me disse que a timidez, quando bem utilizada, pode ser encantadora.
E é sobre isso que eu tento escrever no meu blog, sobre esse modo mais positivo de ver a timidez.
Se você puder, eu ficaria muito lisonjeado com sua visita ao meu blog, vou te mandar o link com uma de minhas postagens preferidas: Guia Prático de Como Conquistar um Tímido (link acima).
Muito obrigado Erica, e parabéns pelo seu blog.
Atenciosamente,
Tímido pra Dedéu

Dica de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Site de relacionamentos para... VIRGENS!

Posted by O amor está na rede On 13:19

Eu tinha visto este site no ano passado e acabei me esquecendo de fazer um post sobre ele no momento. Mas, como adoro trazer novidades do mundo cibernético para vocês... vamos lá!

Sim, amigo leitor, é isso mesmo que você leu: um site de relacionamento apenas para pessoas que querem se casar VIRGENS!

Bem, é um pouco difícil de acreditar que ainda tenha gente que queira isso no mundo atual, a não ser alguns religiosos mais fervorosos que querem se preservar. Mas, para quem quiser achar um/a virgem por aí... Fica a dica do melhor lugar: o site de relacionamento "Wewaited" (= nós esperamos).

Como é possível saber se uma pessoa é realmente virgem? Hmmmm... O site informa que é feita uma análise profunda dos dados da pessoa e que, se ela mentir sobre suas informações pessoais, não se pode acreditar que seja virgem. E, portanto, seu cadastro não é aceito pelo site. Mas e se a pessoa não mentir sobre os dados pessoais e também não for virgem? Eu não poria minha mão no fogo, rssss!

E você? Se você quiser tentar... boa sorte! O site já está disponível em português.

Dica de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Meu livro "O amor está na rede" no Blog do site de relacionamentos Be2

Posted by O amor está na rede On 11:18

Queridos amigos leitores,

Fui convidada pelo pessoal do site de relacionamentos Be2 a escrever um texto sobre o meu livro. O resultado está abaixo. Espero que gostem!

Beijos,

Erica


O Amor está na rede!

Caros leitores,

Me chamo Erica Queiroz e sou autora do livro “O amor está na rede”, lançado em Novembro de 2010 pela Editora M. Books.

Muitas pessoas me perguntam por que eu escrevi este livro. Eu o escrevi porque encontrei meu amor na rede – num site de relacionamentos – e vejo muita gente só por aí, que não sabe o quão útil a rede pode ser para encontrar alguém – ou por medo do desconhecido, ou por preconceitos do tipo: “na rede só tem gente maluca”, ou “só procura amor na rede quem não tem capacidade para encontrá-lo de outra forma” etc. Bobagem pura! Conheci pessoas inteligentíssimas e muito interessantes na rede; pessoas que eu jamais encontraria no meu dia a dia porque moram em outra cidade, outro país ou até mesmo na mesma cidade, mas num bairro distante, de modo que nossos caminhos talvez nunca se cruzassem.

Na sociedade atual, em que as pessoas têm que estudar e trabalhar cada vez mais para se destacarem no mercado profissional e, portanto, estão mais ocupadas e individualistas, fica cada vez mais difícil conhecer alguém, principalmente após uma certa idade: muitos amigos já estão casados, há poucas pessoas para acompanhar nas saídas a bares e afins e, pior, há pessoas que simplesmente não gostam de sair! Então nada melhor do que conhecer alguém pela internet, no conforto de sua própria casa, sem ter que se arrumar, ter que se preocupar com horário (a não ser quando agendar um encontro virtual) e pegar trânsito! Se você for tímido, então… A rede é o melhor lugar para se soltar!

E, além de estar no conforto de casa, eis o que acho mais legal na net, mais especificamente num site de relacionamentos: você pode conhecer pessoas de qualquer lugar do mundo que tenham inúmeras afinidades com você – afinidades estas que talvez seus próprios vizinhos ou colegas de infância não tenham.

Assim sendo, o livro O AMOR ESTÁ NA REDE (continua aqui: http://www.be2.com.br/blog/o-livro-o-amor-esta-na-rede-de-erica-queiroz/ )

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Valentine's Day - Dia de São Valentim - 14/02!

Posted by O amor está na rede On 10:26


Olá, amigos!

Como hoje é dia de São Valentim, o Dia dos Namorados em diversos países, resolvi escrever um post contado as origens da data e por que no Brasil ele é comemorado em 12 de Junho. O material foi copiado da Wikipedia. Tenho certeza de que vão adorar!!!


O Dia dos Namorados ou Dia de São Valentim é uma data especial e comemorativa na qual se celebra a união amorosa entre casais sendo é comum a troca de cartões e presentes com simbolismo de mesmo intuito, tais como as tradicionais caixas de bombons. No Brasil, a data é comemorada no dia 12 de junho. Em Portugal também acontecia o mesmo até há poucos anos, mas atualmente é mais comum a data ser celebrada no dia 14 de Fevereiro.


História



A história do Dia de São Valentim remonta a um obscuro dia de jejum já tido em homenagem a São Valentim. A associação com o amor romântico chega depois do final da Idade Média, durante o qual o conceito de amor romântico foi formulado.


O bispo Valentim lutou contra as ordens do imperador Cláudio II, que havia proibido o casamento durante as guerras acreditando que os solteiros eram melhores combatentes.
Além de continuar celebrando casamentos, ele se casou secretamente, apesar da proibição do imperador. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens davam flores e bilhetes dizendo que os jovens ainda acreditavam no amor. Enquanto aguardava na prisão o cumprimento da sua sentença, ele se apaixonou pela filha cega de um carcereiro e, milagrosamente, devolveu-lhe a visão. Antes de partir, Valentim escreveu uma mensagem de adeus para ela, na qual assinava como “Seu Namorado” ou “De seu Valentim”.

Considerado mártir pela Igreja Católica, a data de sua morte - 14 de fevereiro - também marca a véspera de lupercais, festas anuais celebradas na Roma antiga em honra de Juno (deusa da mulher e do matrimônio) e de Pan (deus da natureza). Um dos rituais desse festival era a passeata da fertilidade, em que os sacerdotes caminhavam pela cidade batendo em todas as mulheres com correias de couro de cabra para assegurar a fecundidade.

Outra versão diz que no século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar o Dia de São Valentim como a união do Dia dos Namorados. A data foi adotada um século depois nos Estados Unidos, tornando-se o Valentine's Day. E na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Por isso, os namorados da Idade Média usavam esta ocasião para deixar mensagens de amor na soleira da porta da amada.

O dia é hoje muito associado com a troca mútua de recados de amor em forma de objetos simbólicos. Símbolos modernos incluem a silhueta de um coração e a figura de um Cupido com asas. Iniciada no século XIX, a prática de recados manuscritos deu lugar à troca de cartões de felicitação produzidos em massa. Estima-se que, mundo afora, aproximadamente um bilhão de cartões com mensagens românticas são mandados a cada ano, tornando esse dia um dos mais lucrativos do ano. Também se estima que as mulheres comprem aproximadamente 85% de todos os presentes no Brasil.

O dia de São Valentim era até há algumas décadas uma festa comemorada principalmente em países anglo-saxões, mas ao longo do século XX o hábito estendeu-se a muitos outros países.

Data no Brasil


No Brasil, a data é comemorada no dia 12 de Junho por ser véspera do 13 de Junho, Dia de Santo Antônio, santo português com tradição de casamenteiro.

A data provavelmente surgiu no comércio paulista, quando o publicitário João Dória trouxe a ideia do exterior e a apresentou aos comerciantes. A ideia se expandiu pelo Brasil, amparada pela correlação com o Dia de São Valentim - que nos países do hemisfério norte ocorre em 14 de Fevereiro e é utilizada para incentivar a troca de presentes entre os apaixonados.

Happy Valentine's Day!!!

Beijos de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

Resultado do Sorteio do Livro "O amor está na rede"

Posted by O amor está na rede On 00:14

É com grande prazer que venho divulgar o resultado do sorteio do meu livro.

E a vencedora é a Samara Cruz, que escreveu o comentário de número 22!!!

(impressão de página Random.org)

Parabéns, Samara! E obrigada a todos os que participaram...

Beijos,

Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

E dos bons momentos... o que restou? (por Jackie Freitas)

Posted by O amor está na rede On 23:24

Queridos leitores,
Além de ter encontrado o amor na rede, também encontrei vários amigos. E hoje venho apresentar a vocês uma amiga que vocês vão adorar, a Jackie Freitas!
Nos conhecemos num site que divulga blogs e nos tornamos virtualmente amigas através da troca de comentários em postagens no referido site. A amizade foi crescendo e a Jackie me convidou (quanta honra!!!) para escrever um post em seu blog, o Fênix - Mulheres que renascem.
Agora é a minha vez de ter a honra de receber um texto da Jackie aqui. E vocês vão amá-lo!!!
Semana passada, Jackie e eu finalmente nos conhecemos e nossa amizade se expandiu além das fronteiras virtuais! Ficamos quatro horas batendo papo num café e parecia que estávamos lá há apenas 4 minutos, porque ainda tínhamos tanto para falar... E o encontro só confirmou o que eu já sabia: Jackie é uma pessoa espetacular, que quero ter sempre por perto! E também quero trazê-la para perto de vocês...
Aproveitem a leitura!!!

Beijos, Erica
E dos bons momentos... o que restou?
Não costumo defender causas e nem sair empunhando bandeiras em prol delas. Gosto de defender (se é assim que podemos chamar) as minhas crenças e os meus valores. E isso tudo também pode ser mutável e revisto, dependendo do quanto me permito aprender com a vida e as pessoas.

Uma das coisas que me deixa intrigada é quando vejo pessoas em final de relacionamento, enumerando os defeitos e malefícios daquela relação. Claro, existem relacionamentos que são péssimos, mas isso é assunto para depois. A questão aqui é uma só: E os bons momentos, o que foram feitos deles? Onde foram parar? Sumiram do dia para noite ou simplesmente nunca existiram?

O ser humano tem uma tendência natural de gravar mais facilmente em sua memória as coisas ruins e deixar lá no fundo, adormecidas, as coisas boas. É muito mais fácil lembrarmos os defeitos do que as qualidades, as tristezas do que as alegrias e assim por diante. Ora, se nem tudo na vida são flores, o inverso também é verdadeiro! Não temos apenas espinhos! Talvez, levadas por uma condição de auto-afirmação ou até mesmo como defesas, muitas pessoas acabam por justificarem suas decisões em cima apenas dos defeitos das outras, e isso, de certo modo é até bom, pois demonstra iniciativa em libertarem-se do que não lhes faz bem! O princípio (da libertação) está correto, porém as justificativas podem ser menos dramáticas!

Veja bem, não estou aqui falando sobre relacionamentos de pouca duração, daqueles que não permitiram trocas o suficiente para se ter um panorama das vantagens e desvantagens. Refiro-me aos relacionamentos que possuem histórico, momentos fotografados e de compartilhamento mútuo. Um dia encontramos uma pessoa feliz em sua conquista, presenciamos alguns momentos dessa troca de felicidade e, quando menos esperamos, chega a notícia de que aquele relacionamento chegou ao fim. OK, faz parte! O caminho que nos leva até o encontro “perfeito” é longo e árduo mesmo, porém a vida segue e não precisamos justificar esse rompimento colocando os inúmeros defeitos que foram descobertos repentinamente. Quem esteve enganando quem? Relacionamentos acabam por vários motivos, inclusive por incompatibilidade, mas isso se descobre gradualmente e não do dia para noite.

Tomar a decisão, eu sei, é sempre difícil, mas não se pode fugir dela. Acho que faz parte da seleção natural identificar aquilo que nos faz bem ou não, e é ótimo quando conseguimos enxergar com clareza e optamos pelo que nos faz bem. É a vida, é o amadurecimento e é a renovação... Bola pra frente! Na próxima relação teremos parâmetros e referências para identificar o rumo e até ajustá-lo ao nosso modo. O que não se pode é ficar falando que a relação passada só teve momentos ruins, que o (a) parceiro (a) não era boa pessoa, etc. Principalmente se todos souberem que houve ali momentos memoráveis e dignos de respeito. Ao final de uma relação, fazemos muitos balanços e revemos muitas atitudes, até porque precisamos e temos necessidade de encontrar o grande culpado!

O que eu penso é que ao fazermos todo esse balanço, precisamos usar também as boas referências para que não nos tornemos pessoas amargas e intransigentes com os outros e principalmente conosco! Lembrar que um relacionamento nos ofereceu momentos bons, nos faz ver o tempo sob outra ótica. Não o encaramos (tempo) perdido, mas como verdadeiras conquistas. Valorizamos e agradecemos!

Não se deixe contaminar pela mágoa, dor ou decepção. Lembre-se que somos nós que permitimos muitos dos acontecimentos e que não podemos colocar nos outros, todas as expectativas e frustrações sobre amor e felicidade. Dê-se um tempo e alivie o seu coração... Tudo passará! E espero que no final, entre altos e baixos, os bons momentos superem todas as desilusões e te façam seguir adiante em busca de novos e bons momentos para serem vividos e lembrados!

Jackie Freitas
Fênix - Mulheres que Renascem

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Esperando o homem perfeito!

Posted by O amor está na rede On 14:06

Vejo, o tempo todo, muitas mulheres sozinhas, ou cujos relacionamentos não dão certo porque elas estão esperando o cara perfeito.

Hellooooo! O homem perfeito não existe! Ou, como diz uma piadinha que rola na net há anos... O homem perfeito é gay - e não é que isso faz sentido? Porque os gays são os melhores e mais adoráveis amigos das mulheres (os meus são o máximo!): escutam-nas, são gentis, cultos, se vestem bem, estão sempre com aparência impecável e cheirosos - e nós, mulheres, adoramos isso! Além de tudo, são muito sensíveis e nos compreendem como ninguém! Só que não estão disponíveis, então algumas mulheres precisam acordar! :)

Todas as pessoas, TODAS, sem exceção, possuem defeitos. Vários deles. Eles variam em intensidade - desde os menores, até maiores, como vícios, falha de caráter etc.

Você aí, mulher, é perfeita? Não tem nenhum defeito? Se você respondeu que sim, já encontrei um defeito: a falta de autocrítica!

O problema é que, desde crianças, as mulheres são acostumadas a acreditar que existe o príncipe encantado (é só beijar o sapo), o cavaleiro que chega num cavalo branco ou aquele lindo homem que irá encontrar seu sapato de cristal que ficou perdido por aí. Contos de fadas... Ninguém falou que são só contos, não realidade?

As pessoas têm que aprender a amar as outras como elas são: um pacote, cheio de virtudes e defeitos. Claro que se a balança pender para o lado dos defeitos, tudo bem querer pular fora. Mas, enquanto houver no mínimo um equilíbrio, a relação já pode valer a pena!

Pense nisso e não fique a vida toda perdendo tempo, à espera do homem perfeito! Ele não existe...

Dica de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

É O RECLAMATION-TION, É O RECLAMATION-TION!

Posted by O amor está na rede On 00:25

Queridos leitores,

Queria colocar um título divertido neste post e o Rebolation me veio à cabeça. Achei que "Reclamation" não poderia ser mais perfeito.

Vocês já repararam que há pessoas que só reclamam? Se está calor é porque está calor, se está frio é porque está frio. Reclamam do sol da chuva, do trânsito, das pessoas ao redor, do trabalho, da vida... até mesmo das estrelas! Enfim, nunca estão satisfeitas.

Não há nada mais chato do que ficar perto de uma pessoa assim. #SACO!!! (olha eu reclamando, rsss!)

Mas quer saber um segredinho? Não é tão difícil deixar de ser um(a) reclamão(ona)! A pessoa só tem que se policiar. É um exercício, como todos os outros que temos que fazer o tempo todo. O exercício da educação, da cidadania, da gentileza...

Dica: todo dia, ao acordar, pense: não vou reclamar hoje! E, quando o primeiro pensamento de reclamação vier à cabeça, livre-se dele imediatamente! Ou faça o contrário: tente ver o lado bom da coisa. Ex: se você estiver no trânsito, coloque uma boa música para ouvir. Se estiver numa fila, jogue um joguinho no celular, ou ligue para alguém. E depois me conte o resultado! A vida vai ficar bem mais gostosa assim... Não só a sua, mas a vida de todos ao seu redor também!

Tchauzinho aos reclamões e reclamonas de plantão!

Dê um "rebolation" e liberte o "reclamation" de você!

Dica de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Sorteio do meu livro no Valentine's Day!!!

Posted by O amor está na rede On 22:47

Queridos amigos e amigas,

Como o Dia dos Namorados Internacional, o Valentine's Day (Dia de São Valentim), está chegando, quero ajudar os solteiros e solteiras de hoje a poderem comemorar o Dia dos Namorados brasileiro, em junho, em boa companhia!

Portanto, vou sortear um livro O AMOR ESTÁ NA REDE no dia 14/02!

No livro, você encontra dicas imperdíveis para buscar um amor na rede. Ele é o mais completo guia brasileiro sobre relacionamentos na internet. Lá você aprenderá como:

* buscar o amor na rede com segurança,
* preencher um perfil vencedor num site de relacionamentos,
* evitar golpistas, pessoas casadas e viciados em namoro online,
* proceder no primeiro encontro e nos demais.

E, no final do livro, você verá relatos de histórias verídicas de amor na rede com finais felizes.

Para participar é muito simples:

1. você deve seguir este blog (através do google friend connect - é só ver aquela faixa na parte superior do blog cheia de carinhas simpáticas - a sua deve estar lá também!). E é superfácil se cadastrar - você pode usar sua conta do Google, Twitter, Yahoo...

2. deixar um comentário neste post, pois é pela numeração dos comentários que ocorrerá o sorteio (o primeiro comentário deixado no blog será o número 1 e assim por diante).

PS: quem já seguir o blog deve apenas deixar o comentário.

PS2: a entrega será feita somente dentro do Brasil.

Não perca tempo! Cadastre-se logo (é rapidíssimo) e deixe um comentário aqui (ex: "quero ganhar o livro", ou "estou participando"- algo beeeeem simples!).

O último dia pra concorrer será 13/02 (até às 23h59), domingo, e o resultado será divulgado dia 14/02, segunda-feira!

BOA SORTE A TODOS!!!

Beijo de Erica Queiroz; O amor está na rede!!!