segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Eu me amo, eu me amo... Não posso mais viver sem mim!!!

Posted by O amor está na rede On 12:23 8 comments

Volto a falar da autoestima. Se a sua estiver baixa, preste atenção: você não sabe a diferença que uma boa dose dela pode fazer na sua vida!!!

O que me chamou a atenção foi um encontro que tive com duas amigas, ambas casadas. E o assunto, em algum momento, foram as "ex" dos seus "atuais".

Uma delas fazia o que a maioria das pessoas faz: entrava de vez em quando no perfil (de um site de relacionamentos) da última ex-namorada de seu marido e ficava se comparando com ela, sempre achando que a anterior tinha vários pontos em que era melhor do que ela mesma.

Já a outra, dizia com todas as letras (e, como a conheço muito bem, sei que não é mentira), que entrava no perfil da ex de seu marido para ver como ela (a minha amiga) era infinitamente melhor do que a ex. Ela até entrou no perfil no seu celular para nos mostrar. E olha que a moça era bem bonitinha! Mas ela conseguiu ver defeitos em cada detalhe da foto e do perfil, nas roupas, nos cabelos, nos estudos, nas amizades, na pose da foto...

Obviamente, eu não acho que nenhum dos comportamentos seja ideal - acho que ex é ex e faz parte do passado, espero que morto e enterrado, sendo algo que não deveria pautar a vida atual. Ficar detonando a ex também não é legal, mesmo que apenas para si, pois, afinal, ela já fez parte da vida do homem que você ama.

Mas o que mais admiro nessa história toda é o tamanho da autoestima da minha amiga: ela se ama demais e, se soubesse que a ex do seu marido foi a Gisele Bundchen, mesmo assim ainda sou capaz de apostar que ela se acharia infinitamente melhor e mais bonita...

Que tal, sem exageros, você tentar ser um pouquinho assim, caso tenha um fantasma de ex na sua cabeça? Algo meio Ultraje a Rigor: "eu me amo, eu me amo... não posso mais viver sem mim". Esteja ciente das suas qualidades como pessoa, saiba que faz o seu melhor e pare de se comparar aos outros/as. Afinal, se o seu marido/namorado não gostasse de você, ele provavelmente estaria com outra pessoa...

Dica de O amor está na rede, por Erica Queiroz

8 comentários:

Olá !!!

Muito interessante seu texto !
Eu mesma já estive na pele das duas, até que aprendi a fortalecer minha auto estima a ponto de parar com estas comparações inúteis que só toma nosso tempo !
Minha conclusão é que se o cara está comigo, me ama até de Tpm e não tenho uma herança me esperando, é óbvio que ele me ama !! kkkk
E se não amar, vai ter quem ame, porque eu sei bem do meu valor, mesmo tendo, como todos, qualidades e defeitos ;)
Comparações são nada benéficas, afinal sempre vai existir alguém pior, e é claro, alguém melhor que você !
Adorei !!
Grande beijo e boa semana !!!

Olá minha coach querida!
Eu sempre digo que ao conhecermos uma pessoa e iniciarmos um relacionamento, é muito importante que lembremos que todos nós possuímos um passado, composto por histórias e pessoas... E é essa bagagem que cada um carrega que diferencia e faz com que possamos evoluir.
Acho que em qualquer tipo de relacionamento, uma das coisas fundamentais é ter segurança em si (primeiramente) para que ela possa ser incorporada na vida do casal, fazendo com que ambos criem bases sólidas de respeito e confiança. Normalmente alguns relacionamentos naufragam pelo excesso de desconfiança e insegurança e o alvo sempre é a(o) ex, por justamente ela(e) ter feito parte da história e dividido intimidades com a(o) outra(o). Tenho comigo que, nesse caso, a pessoa que possui esse tipo de visão é aquela que julga a(o) companheira(o) como "propriedade" e não efetivamente como parceira(o). Histórias de vida são escritas a muitas mãos e nos apaixonamos pelas histórias que compõe cada pessoa e não (como pensam) pela pessoa apenas em si. No meu ponto de vista, deve-se ter a auto-estima elevada sempre, em qualquer circunstância, e sempre procurar tomar cuidado (ao amar-se demais) para não tornar esse amor (por si e pelo outro) de forma exagerada ao ponto de transformar esse sentimento em egoísmo e passar a achar que tudo gira apenas em torno do próprio umbigo. Ao buscar os defeitos ou qualidades demasiadamente no(a) ex, muitas vezes, pode-se apenas estar tentando buscar uma auto-afirmação por falta de segurança em suas próprias qualidades, esquecendo que foram elas que aproximaram e uniram o casal. Tudo que é extremo não é saudável ao relacionamento, então, a minha sugestão é que cada um aprenda a conviver com o seu melhor e busque aperfeiçoar o seu "não melhor"... não buscando em comparações com as pessoas "passadas" (ex), mas no dia-a-dia e afinidades do casal.
É isso, Erica querida! Desculpe se prolonguei demais meu comentário, mas tenho conversado muito sobre isso com algumas pessoas e procuro recomendar essa "fórmula" que acho um bom princípio de relacionamento.
Grande beijo,
Jackie

Uma postagem desta na verdade vem dar uma dose de ânimo em muita gente que se encontra na deprê,
abçs MARIVAN

Bom dia, meninas!
Sammy - O importante é sempre encontrar o equilíbrio. Se, com tantas pessoas no mundo, alguém nos escolheu, é porque somos realmente importantes para a pessoa em questão!
jackie - Lindas as suas palavras, como sempre! Dá até para fazer novos posts daí, de tantas ideias citadas.
Sem dúvidas, a não ser que uma pessoa se case com o amor da escola (coisa raríssima nos dias de hoje!), todo mundo tem um passado. E, sim, ele dá vida à pessoa, é a sua história e nós nos apaixonamos por ela também!
Acho que uma dose correta de autoestima é o remédio certo pra tudo. Mas, devido ao passado único de cada pessoa e à sua educação, talvez isso só seja conseguido com a ajuda de um profissional da área.
Muitos beijos e obrigada pelo comentário!
Erica

Marivan,
Não tinha ainda liberado seu post quando respondi os das meninas.
Tomara mesmo que a msg possa alegrar a vida de muita gente!
Abs, Erica

Sua últimas palavras são ótimas... com ou sem ex na vida de nossos "gatos", o que sempre devemos pensar e acreditar ainda mais, é que eles realmente estão com a gente agora porque assim desejam. Aproveitando também uma música - desta vez do Leoni - Podemos dizer que "as outras são as outras e só!"rs
E viva nossa autoestima!
Abração

Parabéns pelo post e penso que o importante é oque você pensa ser e não o que os outros pensam o que seja.

É isso aí!
Obrigada pelos comentários, Rê e Charles!
Abraços,
Erica

Postar um comentário