quinta-feira, 23 de setembro de 2010

O caso da moça estuprada por alguém que conheceu na net

Posted by O amor está na rede On 23:41 10 comments

Hoje fiquei bem chateada ao chegar em casa e ler sobre a moça de 22 anos que foi estuprada por um homem que conheceu numa sala de bate-papo.

Há muito pouco na net sobre o caso e, portanto, não podemos avaliar a situação, uma vez que não sabemos os fatos. Mas talvez os devidos cuidados não tenham sido tomados.

Há muito a se saber... Ela conversou com o cara por muito tempo? Geralmente, as pessoas que querem roubar ou estuprar, marcam encontros logo, não dando tempo de você conhecê-las suficientemente bem. Além disso, não sabemos onde foi o encontro... Eles foram a um local público? Cheio de gente? Ou estavam num lugar mais escuro, externo, facilitando a subida dela na moto?

Ela fez uma extensa pesquisa sobre o indivíduo antes de sair com ele? Sabia seu nome, sobrenome, local de trabalho, onde morava, se tinha perfil nas redes sociais, se parecia ser querido pelos amigos? Deixou os dados dele com alguém de confiança?

Além disso, vale lembrar que as pessoas que estão na net são as mesmas que estão na rua: seus vizinhos, seus amigos, seus colegas de trabalho, escola... Enfim, não é porque ela o conheceu na net que foi estuprada - ou não existiam casos de estupro antes da net??? Claro, há gente mal-intencionada na net. Mas lembre-se que também fora dela.

Não deixe o medo e o preconceito te impedirem de conhecer pessoas boas na rede. Apenas tome muito cuidado! Vamos tentar evitar ao máximo que casos como este se repitam...

Dica de O amor está na rede!!!

10 comentários:

Ele a levou para um matagal, e não tirou o capacete all the time.
Só isso que sei também. Triste, né?! Beijos

Há pouco tempo um cara q/ eu add como amigo me
perguntou meu nome e meu endereço
Meu nome eu falei agora meu endereço só se eu fosse IDIOTA. Outro q/ fez o SKAYP P/mim conversou até quando eu disse q/ ñ areditava na-
quele trabalho aí ele me passou o endereço dele
p/ mim ir. Eu disse ñ me leve a mal mais a estrada do GALEÃO É SUPER DESERTA, o q/ eu ia fazer lá

Acho que há um certo preconceito com relação aos acontecimentos que tanto alardeiam e trazendo para a Internet a responsabilidade. Acredito que filhos bem orientados não acreditam em conversas de qualquer pessoa. Outra coisa que me intriga é que não se comenta as barbáries que acontecem sem a intervenção da net, quando não havia esse meio de comunicação não aconteciam esses abusos?

Que coisa séria isto,mas concordo que devemos fazer um varredura para saber quem é que estas coisas acontecem com certeza fora da net.
Um alerta para todos.
Abraços
Allë

triste saber disso. mas com foi dito, pessoas com mas intenções existem, a net so facilita as coias. e como diz o ditado o apressado... so se ferra rsrsrsrsrs

Obrigada pelos comentários, pessoal. Como eu já havia escrito no meu texto, concordo com o "brazblog" - o estupro sempre existiu. Não foi criado com a net, lembram-se disso?
E não concordo com o anônimo, que disse que a net só facilita as coisas... Vc realmente acha mais fácil convencer alguém na internet a sair com vc ou fazer isso com uma pessoa de fora, desprevenida e talvez sem muito tempo pra pensar??? Acho que, se a pessoa (que seria a vítima) tiver discernimento, pela internet é muito mais fácil evitar o ato!
Só é mais fácil dar o golpe pela net se a possível vítima não souber se proteger adequadamente....
Abraços

Sim foi estupidez da garota, não se marca encontro às cegas pela internet.

Vale a dica, nunca marque um encontro com uma pessoa sem antes saber dados suficientes sobre a pessoa e tbm nunca vá para um lugar onde não tenha um numero elevado de pessoas ao redor!

na internet tem muitos patinhos feios se passando por patinhos bunitos então fiquem atentos

abraço

Segue o link para a matéria, como sugerido acima.

http://bit.ly/9No7jO (engraçado que o endereço no bit.ly ficou parecendo "nojo" - viram???)

Abs

Postar um comentário